ARTE NA BNCC – Formação online para professores 7.154 mil inscritos

|

Com Arte no currículo escolar, os alunos se conectam mais com a escola e recebem uma educação mais aprofundada e sensível. A Arte é fundamental para a formação de cidadãos criativos, críticos e participativos. Mas os professores de Arte no Brasil hoje enfrentam o desafio de compreenderem a nova Base Nacional Comum Curricular, documento normativo que traça diretrizes para o ensino de Artes em todo o país.

Para enriquecer a formação dos professores da Educação Básica e contribuir com sua missão de transformar a sala de aula em um espaço de invenção e investigação, o Instituto AIPI e o Instituto Arte na Escola lançaram o curso online Arte na BNCC. As inscrições estiveram abertas de 10 de Julho a 31 de Julho de 2020 e comprovaram a alta demanda por formações que aprofundem a prática do professor de Artes na escola, especialmente quando o assunto é a nova BNCC. Mais de 7 mil professores se inscreveram, de todas as regiões do país, interessados em participar do curso.

Os inscritos passaram, em seguida, por um processo de seleção, que avaliou critérios como a etapa de ensino em que lecionavam e o perfil da escola (pública ou privada). A formação Arte na BNCC é atualmente oferecida gratuitamente para mil professores da rede pública de ensino, em parceria com a marca de papéis para imprimir e escrever Chamex. A proposta da formação é oferecer caminhos para professores de Arte se apropriarem da nova Base Nacional Comum Curricular na prática, de forma criativa.

Com 40 horas de duração, o curso Arte na BNCC começou em Agosto e está dividido em quatro módulos, que os professores podem cursar no seu próprio ritmo, já trata-se de uma formação autoinstrucional. A trilha de aprendizagem reúne vídeos exclusivos, recursos interativos, documentários e materiais complementares. Ao se dedicar ao percurso de estudo, o objetivo é que os cursistas conheçam, analisem e se inspirem nas estratégias apresentadas para lidar de forma inventiva nas aulas de Arte, colocando os alunos no papel de protagonistas e valorizando os processos de criação na escola.