Posts

_MG_1514-2

Crianças de olho na segurança

Edição especial do Programa de Educação Ambiental aproximou filhos de profissionais do tema

_MG_1514-2Segurança para a International Paper é um valor. Por esse motivo, a empresa trabalha fortemente para garantir o comportamento seguro de suas equipes, dentro e fora da empresa. Pensando nisso, o Instituto IP promoveu uma edição especial do PEA – Programa de Educação Ambiental – envolvendo os filhos dos profissionais com o tema segurança.

Na unidade de Luiz Antônio (SP), as atividades foram realizadas no dia seis de dezembro, com a participação de aproximadamente 40 crianças. Durante um dia inteiro, os pequenos participaram de dinâmicas, que trabalharam não só a preservação da flora e da fauna, assunto tradicional do PEA, como também as questões que envolvem a segurança no trabalho e no ambiente doméstico.

De forma leve e divertida, o Instituto IP incluiu na programação uma peça de teatro, que abordou situações de risco em casa e em outros ambientes. As crianças também participaram de atividades lúdicas sobre segurança, uso de EPI – Equipamentos de Proteção Individual – e aprenderam o que fazer para evitar acidentes. A atenção e o cuidado são fundamentais. É a lição número 1.

“Esta é uma das formas de aproximar as famílias das atividades da empresa e de trabalhar temas como sustentabilidade e preservação ambiental de forma lúdica”, afirmou Fernanda Franco, coordenadora do projeto.

Em Mogi Guaçu (SP), as atividades serão realizadas nos dias 20 e 21 de dezembro, com a participação de 88 crianças. Em janeiro de 2018, será a vez dos filhos de profissionais da unidade de Três Lagoas (MS).

DSC_0175

Alunos do Formare participam da SIPAT 2016

Estudantes elaboram maquete e mostram como são os processos da IP

DSC_0175

Segurança para a International Paper é um valor. E para reforçar todas as medidas que a empresa faz para tornar todos os ambientes de trabalho mais seguros, a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) da International Paper, contou com uma ajuda extra na Semana Interna de Prevenção aos Acidentes de Trabalho (SIPAT) deste ano: dos alunos do Formare. A turma de Mogi Guaçu participou ativamente do evento, que aconteceu entre os dias 04 e 14 de outubro. Além de acompanharem as palestras, os alunos construíram uma maquete detalhada da unidade, com as diferentes áreas que envolvem o processo de fabricação de papel e celulose.

Além desta atividade, eles fizeram apresentações aos profissionais, colocando em prática todos os ensinamentos das diversas aulas ministradas pelos EVs (educadores voluntários) ao longo da formação profissionalizante, como comunicação oral e escrita e processos de fabricação de papel e celulose, por exemplo.

Em Luiz Antonio, não foi diferente. Os alunos ficaram responsáveis pela apresentação do estande de “Sustentabilidade” aos participantes da SIPAT. De 03 a 11 de outubro, os alunos se organizaram em grupos para fazer o revezamento da apresentação do stand, que buscou informar os funcionários sobre as principais ações de sustentabilidade da IP e tirar dúvidas sobre o Relatório GRI.

Com a ajuda de EVs, cipeiros, familiares, colaboradores da IP e provedores de serviços, os alunos idealizaram e construíram três maquetes representando o tripé de sustentabilidade corporativa (financeiro, social e ambiental) e a sua relação com as metas da companhia para o ano de 2020. Na maquete “Financeiro” os alunos fizeram a representação das metas de eficiência energética e eficiência de fibras; na maquete “Social” os tópicos foram os programas de segurança e as ações do Instituto IP junto às comunidades vizinhas; com relação ao “Meio Ambiente” os alunos apresentaram as metas de reciclagem de aparas e melhoria da qualidade da água.

Ao final das exposições os participantes eram convidados a fazer uma recapitulação da explicação e testar seus conhecimentos no game de sustentabilidade.

semáforo_amarelo

Maio Amarelo: atenção para um trânsito mais seguro

semáforo_amarelo

Criado em 2011, o movimento Maio Amarelo tem como objetivo alertar para a prevenção de acidentes de trânsito, a maior causa de mortes de jovens entre 15 e 29 anos, segundo a OMS

No mês de maio, a questão da prevenção de acidentes de trânsito ganha atenção especial nas empresas e nos demais setores da sociedade civil. Trata-se do “Maio Amarelo”, movimento criado para alertar as pessoas para o alto índice de mortos e feridos em acidentes automotivos em todo o mundo. Na esteira de movimentos como “Outubro Rosa”, que chama a atenção para a prevenção do câncer de mama, e “Novembro Azul”, que alerta para a prevenção do câncer de próstata, o “Maio Amarelo” traz à tona estatísticas que, de fato, merecem atenção: de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 1,25 milhão de pessoas morrem todos os anos em decorrência de acidentes de trânsito. Essa é a principal causa de morte de jovens entre 15 e 29 anos, o que faz de maio o mês de atenção pela vida.


roberto_pupo_consultorDe acordo com o professor de direção defensiva do Curso de Formação de Condutores (CFC) da Autotrânsito de Campinas, Roberto Pupo, a questão da educação para o trânsito é fundamental para a redução do número de acidentes e a direção defensiva é protagonista desta ação. “Trata-se de uma reflexão sobre como participar do convívio social com comportamentos e atitudes antecipadas e preventivas. É a forma de se respeitar a própria vida e a de outras pessoas”, afirma.

Pupo é palestrante voluntário em diversas empresas e este mês participa do “Papo-Formare”, o encontro com os alunos do Projeto Formare coordenado pelo Instituto International Paper. Na ocasião, ele irá esclarecer as principais dúvidas dos alunos quanto ao curso para obtenção da carteira de habilitação (CNH), reforçando a importância da direção defensiva para um trânsito mais seguro e para a proteção da vida. Além destes temas, Pupo falará brevemente sobre aspectos da legislação de trânsito e sobre as estatísticas de acidentes.

 Os três “Es” da educação para o trânsito

Falar em prevenção de acidentes automotivos implica necessariamente em abordar a temática da educação para o trânsito, que se estrutura em três princípios, os 3 “Es”: Engenharia, Educação e Esforço Legal. Isso significa que o poder público tem o dever de manter as condições de circulação das vias, provendo a manutenção e a sinalização adequadas, além de elaborar o planejamento de tráfego, o que requer um profundo conhecimento urbano (Engenharia). Quanto ao pilar “Educação” compreende-se a adoção de boas práticas para a convivência no trânsito, priorizando a segurança e o bem-estar de todos. E o pilar “Esforço Legal” abrange as ações de fiscalização, prevenção e emergência. “Estas ações são voltadas para coibir atos ilícitos, sempre reforçando a importância da educação para o trânsito”, explica Roberto Pupo.

Década de Ação pela Segurança e a contribuição das Empresas

shutterstock_163453907O movimento “Maio Amarelo” nasceu dentro do contexto da Década de Ação pela Segurança, instituída em 2009 e que conta com a participação de 192 países. A meta é reduzir pela metade o número anual de 1,3 milhão de vítimas fatais e 50 milhões de feridos em acidentes de trânsito entre 2011 e 2020. “O foco das ações está nos principais riscos de acidentes automotivos: a combinação do uso de álcool e direção, a falta do uso do cinto de segurança e do capacete, além da alta velocidade ao volante”, diz Pupo.

Para auxiliar nas metas propostas, as empresas podem contribuir a partir de ações de conscientização com seu público interno, no sentido de reforçar a importância de agir preventivamente em todas as situações de trânsito e manter o foco na direção defensiva para evitar acidentes. “As empresas devem influenciar sempre as ações de prevenção, fazer campanhas, promover palestras e divulgar estatísticas. O que não pode ser medido, não pode ser avaliado. E o que não é avaliado, não pode ser gerenciado”, declara Roberto Pupo, que aposta no papel que as empresas, ao lado de instituições organizadas como escolas, igrejas e associações, têm de formar multiplicadores. Assim, as práticas preventivas podem ser disseminadas para o âmbito familiar e social. “O trânsito influi na vida de todos de forma pessoal, econômica e profissional, lembrando que o envolvimento em acidentes – que podem ser evitados – acarretam prejuízos emocionais, profissionais e financeiros para o colaborador”, finaliza.

Além do “Maio Amarelo”, é celebrada desde 1997, quando se instituiu o novo Código Brasileiro de Trânsito (CTB), a ‘Semana Nacional de Trânsito’, que acontece entre os dias 18 a 25 de setembro e é mais um momento de reflexão sobre o papel do motorista nas vias públicas. “Segurança em todos os momentos sempre foi um valor para nós e, por isso, apoiamos toda e qualquer tipo de ação que possa contribuir para auxiliar nossos profissionais a terem mais conhecimento colocando a prevenção em primeiro lugar”, diz Gláucia Faria, Gerente de Sustentabilidade e Responsabilidade Social do Instituto International Paper.

Formare no “Maio Amarelo”

Os alunos do Projeto Escola Formare participarão ativamente das ações do “Maio Amarelo”. Além do “Papo-Formare”, que os alunos de Mogi Guaçu terão com Roberto Pupo, os alunos de Luiz Antonio se preparam para apresentar um DDS (diálogos diários de segurança) sobre a temática. A apresentação será no dia 23/05 durante a reunião com os profissionais da unidade integrantes da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes).

 

 

Carnaval

Folia com saúde e segurança

ilustração_matéria carnavalCarnaval é uma das datas mais esperadas do ano, são quatro dias para viajar ou aproveitar a folia em algum bloco de rua ou trio elétrico. Entretanto, é também uma época em que as pessoas se esquecem de tomar cuidados essenciais, que se ignorados podem colocar em risco a saúde e bem-estar.

Cuidados com o corpo

Muitas pessoas desconsideram o fato de que pular carnaval em pleno verão requer atenção extra com o corpo. Como acontece nos períodos mais quentes do ano, durante a folia é necessário manter-se hidratado e beber mais água que o habitual. Principalmente se estiver consumindo bebidas alcoólicas, o que desidrata o organismo. O mais indicado é intercalar a bebida com água, ou, se preferir beber isotônicos, sucos naturais ou água de coco.

A alimentação também é negligenciada durante as festas, fase em que o corpo fica cansado e precisa de nutrientes para suportar a maratona carnavalesca. Se não for possível realizar as refeições em horários regulares, o melhor é dar preferência a alimentos leves e ricos em vitaminas e proteínas e tomar um café da manhã bem reforçado, que possa sustentar o corpo durante o resto do dia.

A vestimenta e proteção da pele também são cuidados que devem ser tomados na hora de se preparar para o carnaval. Para evitar o desconforto, prefira vestir roupas leves e sapatos confortáveis. Usar óculos, bonés e chapéus durante o dia também são uma boa dica. Por último o uso do protetor solar e labial são fundamentais em caso de exposição ao sol.

Preserve a sua segurança

Outro tópico que costuma ser recorrente durante o carnaval é a embriaguez no volante. É comum que nesses dias, centenas de pessoas sejam flagradas bêbadas enquanto dirigem, causando confusão e, muitas vezes, acidentes graves.

Uma boa opção para pessoas que planejam beber é alternar a direção com amigos do grupo. Eleger o motorista da vez em cada dia, que fique responsável por não consumir álcool e levar todo mundo para casa de forma segura. Caso queira aproveitar e beber mesmo assim, o ideal é deixar o carro de lado e utilizar o transporte público ou o serviço de táxi.

Além da responsabilidade no trânsito, algo que deve ser indispensável é o uso de preservativos. Além da AIDS, é possível evitar a contaminação pelo papilomavírus humano (HPV), outras doenças sexualmente transmissíveis e a gravidez indesejada.

Para curtir o carnaval de forma saudável, não deixe de verificar também se sua vacinação está em dia. Nessa época do ano, turistas lotam o país e a transmissão de doenças em locais de aglomeração se torna ainda mais recorrente, além de que existe o risco de se ferir com garrafas ou latas de bebida e pegar uma infecção. Aproveite ao máximo, mas de forma consciente.

Vai viajar?

Fique atento ao trânsito e procure pegar a estrada descansado. No Carnaval do ano passado, a Polícia Rodoviária Federal registrou queda de 22% do número de acidentes nas rodovias federais, o que é uma boa notícia. Ainda assim, a cada quatro minutos e meio a PRF retirou das estradas um motorista alcoolizado. Por isso, manter a atenção no trânsito e praticar a direção defensiva é fundamental.

Aproveite o Carnaval, mas sem exageros!