Posts

Crianças de olho na segurança

Edição especial do Programa de Educação Ambiental aproximou filhos de profissionais do tema

_MG_1514-2Segurança para a International Paper é um valor. Por esse motivo, a empresa trabalha fortemente para garantir o comportamento seguro de suas equipes, dentro e fora da empresa. Pensando nisso, o Instituto IP promoveu uma edição especial do PEA – Programa de Educação Ambiental – envolvendo os filhos dos profissionais com o tema segurança.

Na unidade de Luiz Antônio (SP), as atividades foram realizadas no dia seis de dezembro, com a participação de aproximadamente 40 crianças. Durante um dia inteiro, os pequenos participaram de dinâmicas, que trabalharam não só a preservação da flora e da fauna, assunto tradicional do PEA, como também as questões que envolvem a segurança no trabalho e no ambiente doméstico.

De forma leve e divertida, o Instituto IP incluiu na programação uma peça de teatro, que abordou situações de risco em casa e em outros ambientes. As crianças também participaram de atividades lúdicas sobre segurança, uso de EPI – Equipamentos de Proteção Individual – e aprenderam o que fazer para evitar acidentes. A atenção e o cuidado são fundamentais. É a lição número 1.

“Esta é uma das formas de aproximar as famílias das atividades da empresa e de trabalhar temas como sustentabilidade e preservação ambiental de forma lúdica”, afirmou Fernanda Franco, coordenadora do projeto.

Em Mogi Guaçu (SP), as atividades serão realizadas nos dias 20 e 21 de dezembro, com a participação de 88 crianças. Em janeiro de 2018, será a vez dos filhos de profissionais da unidade de Três Lagoas (MS).

10 anos do Instituto é tema em workshop para participantes do ESA

Fomentar prshutterstock_553811536ojetos educacionais e socioambientais com foco em crianças e adolescentes é um processo de transformação alinhado aos valores que o Instituto International Paper pratica. Para disseminar os aprendizados e orientações conduzidos em projetos e celebrar uma década de atuação, o Instituto promoveu, em agosto, o workshop “10 anos do Instituto IP”.

Participaram da ação membros do ESA (Educação Socioambiental): estudantes do ensino fundamental e médio, além de educadores e coordenadores de escolas da rede estadual, municipal e particular das cidades de Mogi Guaçu (SP), Mogi Mirim (SP) e Estiva Gerbi (SP).

A proposta – Este ano, os participantes do ESA serão desafiados a escrever uma redação, tendo como base a história do Instituto IP, com o tema “Transformar a vida das pessoas é o nosso papel”. No workshop, eles foram orientados sobre como trabalhar a temática, alinhada ao conteúdo programático previsto na grade curricular. Essa é mais uma oportunidade de aprimorar as habilidades dos estudantes e também dos educadores, sendo um estímulo para os jovens participantes do concurso de redação.

No dia 29 de setembro, ocorre a cerimônia de premiação dos vencedores do ESA e a festa de celebração destes 10 anos de Instituto.

O projeto – Desde 1975, as unidades de Mogi Guaçu e Luiz Antonio têm o propósito de colaborar com a formação educacional e socioambiental de crianças e adolescentes. Para isso, são realizados um concurso de redação e também um concurso literário. Além disso, os alunos e professores participam de ações em prol do reflorestamento de áreas degradadas.

Concursos do ESA celebram os 10 anos de história do Instituto IP

Participantes terão o desafio de transformar 3.650 dias de história em um texto de poucas linhas

Em 2016, o tema foi "Alimentação Saudável"

Em 2016, o tema foi “Alimentação Saudável”

O Instituto IP está em festa. Para comemorar uma década de ações para um mundo mais sustentável, a instituição levou aos concursos do Projeto Educação Socioambiental (ESA), um pouco dessa história. E quem vai continuar a escrevê-la serão os participantes da 42ª edição do Concurso de Redação e do 12º Concurso Literário.

O Projeto Educação Socioambiental já é uma tradição em Mogi Guaçu (SP). Desde 1975, os estudantes dos últimos anos de cada ciclo da Educação Básica, que correspondem atualmente ao 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e ao 3º ano do Ensino Médio participam do concurso de redação.

Concurso de Redação – Em mais de quatro décadas, os participantes dissertaram sobre os mais diferentes temas. Já foram abordados alimentação saudável, cuidados com o solo, entre outras temáticas relacionadas à sustentabilidade e ao meio ambiente.

Este ano, os estudantes serão desafiados a escrever uma redação, tendo como base a história do Instituto IP e o seu lema: “Transformar a vida das pessoas é o nosso papel”. Além de trabalhar com educação ambiental para públicos escolares em projetos como: Guardiões das Águas, Natureza e Corpo e Projeto Educação Ambiental (PEA), a organização também colabora para a formação profissional de adolescentes no Projeto Escola Formare, que existe desde 2010. Somente em 2017, já capacitou centenas de jovens nos municípios de Mogi Guaçu (SP), Luiz Antônio (SP) e Três Lagoas (MS).

Concurso Literário – Desde 2005, o município de Mogi Guaçu realiza, dentro do ESA, o Concurso Literário, voltado exclusivamente para os educadores, englobando professores e equipes da gestão escolar. Em sua 12ª edição, o Concurso Literário é um exemplo de crescimento do ESA na comunidade escolar de Mogi Guaçu. É também, a oportunidade de reconhecer o trabalho daqueles que se empenham na construção do conhecimento no dia a dia da sala de aula.

Workshops – Para estimular a participação de toda a comunidade escolar guaçuana, o Instituto IP realiza, ao longo do ano, uma série de oficinas com os professores. Assim, os instrumenta para a prática da escrita em classe, com o objetivo de aprimorar as habilidades de escrita dos alunos, incentivando-os a participar do concurso. Os workshops também trazem ideias para que os professores trabalhem diferentes conteúdos transversais, combinando-os com o conteúdo programático já previsto na grade curricular.

Premiação – No dia 29 de setembro, o Instituto fará a cerimônia de premiação dos vencedores do ESA, e a festa em celebração destes 10 anos de história!

ESA premia as melhores redações sobre alimentação saudável

Tema da ONU leva comunidade escolar a refletir sobre sustentabilidade alimentar nos concursos do Projeto Educação Socioambiental

_MG_5684

O Instituto International Paper (IIP) premiou, no dia 20 de outubro, alunos e professores vencedores do 41º Concurso de Redação e do 11º Concurso Literário do Projeto Educação Socioambiental (ESA). A cerimônia aconteceu no Espaço Genesis Eventos, em Mogi Guaçu e foi marcada por muita emoção.

Nesta edição, a temática_MG_5627 foi alinhada com o Ano Internacional das Leguminosas, proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU) para 2016.  E, sabendo da importância desse assunto, o IIP adaptou esse tema para “Alimentação Saudável” a ideia foi leva-lo em pauta para que os participantes do projeto pudessem discutir e refletir sobre essa temática tão importante em nosso dia-a-dia. Desta forma, o IIP levou o tema à comunidade escolar dos municípios paulistas Mogi Guaçu, Mogi Mirim e Estiva Gerbi, propondo a reflexão por meio das redações. O projeto também ofereceu aos professores workshops aos professores sobre técnicas de escrita e revisão gramatical.

Fazer parte de um evento que contribui para a formação de crianças e jovens há quatro décadas é mais do que motivo de orgulho para os profissionais do IIP.  É um trabalho encarado como uma missão. “É muito gratificante poder contribuir para um projeto tão tradicional, que faz parte do calendário escolar da região”, diz a Gerente de Responsabilidade Social e Sustentabilidade da International Paper, Gláucia Faria.

O Concurso de Redação do projeto EducAção Socioambiental é voltado para alunos do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio. Já o Concurso Literário é destinado a professores, e traz sempre temas da atualidade para reflexão e prática em sala de aula. Para as finais, foram selecionados 304 alunos: 130 do 5º ano do Ensino Fundamental, 107 estudantes do 9º ano do Ensino Fundamental e 67 alunos do último ano do Ensino Médio. O número de finalistas foi semelhante ao de 2015, com 306 alunos.

Conheça os vencedores

41º Concurso de Redação

Categoria 5º ano – Ensino Fundamental

1º lugar: Ana Flávia S. Pereira – EMEF Prof° Antonio Carnevalle – Mogi Guaçu
2º lugar: Gabriel L. Magrini – EMEF Prof° Antonio Carnevalle – Mogi Guaçu
3º lugar: Sofia C. do Amaral – Colégio Seletivo – Mogi Guaçu

Categoria 9º ano – Ensino Fundamental

1º lugar: Letícia Silva Magalhães – Colégio Delta Nobre – Mogi Mirim
2º lugar: Adriana J. Plínio – EMEB Jorge Bertolaso Stella – Mogi Mirim
3º lugar: Júlya Gabrielle Godoi – EMEB Prof° Cleusa M.V. de Mello – Mogi Mirim

Categoria 3º ano – Ensino Médio

1º lugar: Milena Lima De Falco – Anglo – Mogi Guaçu
2º lugar: Mariana P. da Silva – FEG – Mogi Guaçu
3º lugar: Ágata Bruna N.M. Pimentel – EE Monsenhor Nora – Mogi Mirim

Vencedores do 11º Concurso Literário

1° Jair Dias – Mogi Mirim
2° Doralice dos Santos Scafi – Mogi Mirim
3° Lilian Mirelly Oliveira Silva Faria – Mogi Guaçu

”Natureza e Corpo” leva alunos a assentamento agrícola

Projeto do IIP abraça a produção de verduras e leva a horta para a escola

DCIM100GOPROGOPR1240. Alunos de Três Lagoas (MS) conhecem técnicas agrícolas no assentamento “20 de março”

Os alunos das escolas municipais Joaquim Marques e Parque São Carlos, em Três Lagoas (MS), visitaram nos dias 08 e 09 de agosto o assentamento de agricultores “20 de março” e puderam conhecer de perto o cultivo de verduras e legumes para a edição 2016 do “Natureza e Corpo”.

Desde 2013, o projeto promove um trabalho de conscientização para a sustentabilidade, com enfoque na preservação ambiental e na promoção de uma vida mais saudável, com alunos da educação básica do município, por meio do cultivo de ervas medicinais dentro da escola. Mas, este ano o projeto dá mais um passo ao abranger o cultivo de verduras e legumes, levando a horta e os cuidados com a terra para o ambiente escolar.

“A ideia é inserir na proposta pedagógica das escolas todos estes temas transversais da sustentabilidade, saúde e preservação, desenvolvendo um trabalho continuado que agregue informações aos alunos para além do currículo escolar básico”, explica Gabriel Lima, Analista de Responsabilidade Social e Sustentabilidade da International Paper, que promove as ações do “Natureza e Corpo”, por meio do Instituto International Paper (IIP).

E é com o objetivo de trazer as discussões da escola para a prática cotidiana que o projeto mergulha no universo da agricultura familiar e na produção de hortaliças. Para isso, a aproximação dos alunos com os agricultores foi fundamental para a reprodução das técnicas agrícolas nas escolas. “A visita ao assentamento foi fantástica e ensinou não apenas a importância dos cuidados com a terra, mas questões como perseverança e persistência, uma vez que os agricultores contaram sobre os desafios para conseguir a área e deixar a plantação como está hoje”, relata a professora de matemática da Escola Parque São Carlos, Lívia Ferreira.

As ervas medicinais continuarão a fazer parte do “Natureza e Corpo”, mas com a entrada dos alimentos, as possibilidades de temas discutidos nas aulas aumentam. “Ao implantar os canteiros, responsabilizando-se pela irrigação e plantio, os alunos não apenas colhem os vegetais, mas também o conhecimento trazido pelo contato com a terra”, conta Gabriel.

Matemática na horta – A professora Lívia, que acompanhou a visita dos alunos ao assentamento “20 de março”, levou a matemática até os canteiros, mostrando, na prática, os conceitos trabalhados em aula. “Os alunos mediram o tamanho da horta, calcularam área, perímetro, quantas mudas os canteiros comportam, além do sistema de medidas, trabalhando metros e centímetros”, conta ela, que, desde o ano passado, acompanha o envolvimento da escola no Projeto e vê uma evolução na participação dos estudantes. “Logo, eles vão começar a colher os resultados”.

Além das atividades na horta, que já beneficiam diretamente cerca de 400 alunos e chegam a impactar mil alunos em Três Lagoas, a edição 2016 do “Natureza e Corpo” pretende envolver os estudantes na colheita e na realização de saladas coletivas, que funcionam como eventos multiplicadores do conceito de alimentação saudável para toda a comunidade escolar.

Em um país que tem atualmente 51% de sua população obesa, de acordo com o Ministério da Saúde, trabalhar a alimentação saudável na prática, dentro das escolas, é mais do que uma questão de educação, é cuidar da saúde das futuras gerações, transformando a vida das pessoas – o papel do IIP.

 

prevent

ESA 2016: fique por dentro dos Concursos de Redação e Literário

Educação socioambiental trará a Alimentação Saudável como tema de 2016

EducacaoSocioambiental_-81Vencedores dos ESA 2015, durante a cerimônia de premiação e recebimento de certificado


Neste ano, o Projeto Educação Socioambiental do Instituto International Paper acontecerá nos meses de agosto e setembro com a 41ª edição do Concurso de Redação e a 11ª edição do Concurso Literário. Os concursos são voltados para alunos do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio e para professores e diretores das escolas públicas e particulares, respectivamente.

Para o Instituto, é uma conquista manter esse programa e trazer conhecimento de redação para alunos e professores, abordando temas tão importantes. Para ambos os concursos, o IIP trouxe um assunto bastante discutido nos dias atuais: a alimentação saudável. Uma preocupação e um cuidado que têm despertado o interesse e a atenção das pessoas, principalmente pelo fato de o País ter aproximadamente 50% da população com sobrepeso.

Estima-se que em 2025, cerca de 2,3 bilhões de adultos no mundo estejam acima do peso.
“Trazer essa temática para que os jovens se inteirem sobre o tema é mais do que relevante. Queremos que eles pesquisem o tema e percebam a importância de se alimentar bem, podendo repassar essas boas práticas para seus familiares e para a comunidade. Além disso, os concursos são uma excelente oportunidade de aprendizado de redação e estilo, além de trazer o reconhecimento, com o prêmio”, afirma Tomás Alexandre Fernandes, Analista de Responsabilidade Social e Sustentabilidade da International Paper.

E não apenas conhecimento sobre o tema será compartilhado. Neste ano, o IIP oferecerá um workshop diferenciado: os professores e diretores participarão do workshop com profissionais do Instituto para direções de redação e estilo e eles serão os responsáveis por repassar esse conhecimento em sala de aula aos alunos selecionados para o Concurso de Redação. É um momento de troca de conhecimento, em que todos aprendem.

Os dois concursos premiam as melhores redações e o IIP realiza uma cerimônia de premiação, que acontecerá no mês de Outubro. “O IIP acredita que oficializar esse reconhecimento com o prêmio e também com a cerimônia é mais do que fazer com que essas pessoas vejam sua importância e seu destaque. É também engajar mais alunos e professores a participar no próximo ano. É um projeto tradicional na região, no qual todos esperam para participar, concorrer e vencer!”, explica Gláucia Dias de Faria, Gerente de Responsabilidade Social e Sustentabilidade  da International Paper.

PEA FAZ SUCESSO EM ESCOLAS DE BROTAS E ALTINÓPOLIS

Programa de Educação Ambiental envolve alunos do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental

Teatro_PEA BrotasNos dias 08 e 09 de junho, o Programa de Educação Ambiental do Instituto International Paper (PEA), no modelo itinerante, percorreu os municípios de Brotas e Altinópolis no Estado de São Paulo. As atividades, voltadas aos alunos do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental, incluíram dinâmicas de socialização e circuitos em que se explicou o processo de fabricação do papel, desde as mudas de eucalipto ao processo industrial.

No primeiro dia, as atividades foram realizadas no Parque de Exposições – Expoal em Altinópolis, cidade de 16 mil habitantes na Região de Ribeirão Preto. Os alunos da rede municipal, na faixa etária dos 8 a 11 anos de idade, puderam ficar por dentro das etapas que envolvem o processo de fabricação de papel e participaram de atividades que reforçaram a importância da preservação do meio ambiente.

No dia 09, foi a vez dos alunos da Escola D. Francisca Ribeiro dos Reis, em Brotas (SP). Após a dinâmica de socialização, os alunos se revezaram nos diferentes circuitos propostos e tiveram contato com plantas, aprenderam sobre a fauna local e práticas de reflorestamento, que são utilizadas para a sustentabilidade da produção de papel.

lanche_PEA BrotasAlém disso, os alunos assistiram a uma peça de teatro sobre a importância da preservação ambiental, participaram de uma gincana com perguntas e respostas sobre os assuntos trabalhados durante os circuitos e finalizaram o período com um saboroso lanche, que enfatizou a importância de uma alimentação saudável, rica em legumes e verduras.

“Foi um dia muito interessante para os alunos e ajudou a fechar o conteúdo que os professores estão trabalhando no momento: o Dia do Meio Ambiente e a preservação da água”, contou a Coordenadora do Ensino Fundamental I da Escola D. Francisca Ribeiro dos Reis, Viviani Marques Moreira. Além de Viviani, os professores aprovaram a iniciativa, especialmente pelo fato de o conteúdo ser direcionado. “É sempre muito gratificante poder contribuir para a educação socioambiental de crianças, para além da nossa região. Acreditamos que elas sejam grandes multiplicadoras de práticas mais sustentáveis para o futuro”, declara a Gerente de Responsabilidade Social e Sustentabilidade do Instituto International Paper, Gláucia Faria.

Sobre o PEA – Iniciativa do Instituto International Paper (IIP), que visa a desmistificar o processo de fabricação de papel. Além de desenvolver ações com escolas dos municípios de Luiz Antônio e Mogi Guaçu, onde a International Paper (IP) mantém operações, o Instituto leva o projeto para escolas públicas de outras cidades e desenvolve atividades também para os filhos de funcionários da IP.

Concurso de Redação do IIP tem 10 mil inscritos

No dia 1º de outubro, o Clube Mogiano, em Mogi Mirim, foi o palco da 40ª Premiação dos Concursos de Redação e Literário do Projeto Educação Socioambiental, realizado pelo Instituto International Paper (IIP).

A cerimônia reconheceu os três primeiros lugares de cada uma das seis categorias do prêmio. No Concurso de Redação, voltado aos alunos, as categorias foram divididas pelas séries dos participantes: 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3° ano do Ensino Médio. Já no Concurso Literário, que comemorou sua 10ª edição este ano, as categorias foram Conto, Crônica e Poesia.

Conheça os ganhadores:

CONCURSO literário

1º Lugar:

Nome: Daniela Aparecida Lanza
Título: Deus viu que isto era bom
Cidade: Mogi Mirim

2º Lugar:

Nome: Jair Francisco Dias
Título: O melhor solo
Cidade: Mogi Mirim

3º Lugar

Nome: Elaine Cristina Seco
Título: Sala de Reunião
Cidade: Mogi Guaçu

VENCEDORES DO CONCURSO DE REDAÇÃO

 5° ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

 1º Lugar:
Nome: Giuliana Maria Vanucci
Escola: EMEB Vereadora Terezinha da Silva Oliveira

 2º Lugar:
Nome: João Pedro
Escola: EMEB Professor Jorge Bertolaso Stella

 3º Lugar
Nome: Renato Mantovani Müller
Escola: COC

 9º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

 1º Lugar:
Nome: Isabela Bombarda
Escola: EMEB Francisco Piccolomini

2º Lugar:
Nome: Gabriel Chung Ravanini
Escola: Anglo

3º Lugar
Nome: Maria Luiza Bronzatto de Oliveira Santos
Escola: Colégio Delta Nobre


3° ANO DO ENSINO MÉDIO

 1º Lugar:
Nome: Gabriel Leite Ferreira
Escola: Colégio Integrado Anglo de Mogi Guaçu

2º Lugar:
Nome: Sofia Brunheroto Nehmeh
Escola: Educar Instituto Educacional

 3º Lugar
Nome: Vinícius Augusto Zamariolo Setin
Escola: Fundação Educacional Guaçuana (FEG)

Reconhecido pela importância no cenário educacional, o Concurso de Redação teve a participação de aproximadamente 10 mil alunos das redes públicas e particulares das cidades de Mogi Mirim, Mogi Guaçu e Estiva Gerbi.

Os inscritos passaram por três fases eliminatórias:

Fase I – Preparatória: seleção dos textos em sala de aula. Após pesquisas, palestras, aulas expositivas e vídeos, os alunos desenvolveram uma redação, sendo selecionado um representante por sala.

Fase II – Workshops: organizadas pelo IIP, as oficinas de redação foram ministradas pela Doutora em Linguística e professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Silma Ramos Coimbra Mendes, que falou com os alunos sobre estruturação de texto, deu dicas práticas sobre as categorias de texto do concurso o e fez um trabalho de leitura e compreensão. A participação nas oficinas era obrigatória e os alunos que não compareceram foram eliminados.

Fase III – Final: depois das duas primeiras fases eliminatórias, 294 alunos foram selecionados para a última etapa, onde precisaram desenvolver uma redação sobre o tema ‘Solo’, assunto escolhido devido à declaração da ONU, que elegeu 2015 como Ano Internacional dos Solos.

As redações foram julgadas por uma comissão formada por representantes da área de Educação e um membro do Instituto International Paper.

No Concurso Literário, concorreram à premiação cerca de 41 professores, que também escreveram seus textos seguindo o mesmo tema. A banca examinadora foi composta por profissionais da área de Comunicação Social, Letras e Linguística convidados pelo Instituto.

O professor de Português Jair Francisco Dias, que leciona há três anos na Escola Municipal de Ensino Básico Francisco Piccolonini de Mogi Mirim, foi o segundo colocado no Concurso Literário. Este é o segundo ano consecutivo em que ele é premiado. “Além do reconhecimento por ser um dos ganhadores, é gratificante ver o orgulho dos alunos pela nossa conquista”, diz.

E mais do que isso! Para o professor, os alunos se sentem motivados a participar quando veem alguém próximo receber o prêmio. “Sinto que eles ficam mais interessados, questionam sobre como produzir um texto e vão atrás da informação. Este projeto vai além da aprendizagem em sala de aula”, conta Jair. Silma Ramos Coimbra Mendes, responsável pelos Workshops, complementa. “Este concurso gera a valorização da figura do professor e reconhece o papel do aluno, além de colocar em debate um tema importante de responsabilidade social.” E finaliza: “Desde o início senti muita receptividade, envolvimento, comprometimento e entusiasmo por parte dos alunos. Isso nos mostra que o simples desenvolvimento de um texto criará um desdobramento muito maior em relação ao futuro deles.”

banda

Instituto International Paper premia vencedores dos concursos de Redação e Literário

Iniciativa faz parte do Projeto EducAção Socioambiental, que organiza ações educacionais e socioambientais em Mogi Guaçu, Mogi Mirim e Estiva Gerbi

Alunos, profissionais do ensino, autoridades, e representantes da International Paper e das cidades de Mogi Guaçu, Mogi Mirim e Estiva Gerbi (SP) se reuniram no Cerâmica Clube para conhecer os vencedores da 39ª edição do Concurso de Redação, voltado para estudantes, e da 9ª edição do Concurso Literário, destinado aos educadores , no último dia 24 de setembro.

Os concursos fazem parte do Projeto EducAção Socioambiental, realizado pelo Instituto International Paper (IIP), que promove ações educacionais e socioambientais em escolas da região. O projeto que promove ações educacionais e socioambientais em escolas da região contemplou 12 jovens talentos que desenvolveram diversos textos abordando os mais diferentes temas relacionados a sustentabilidade.

O tema deste ano foi “Educação para o Desenvolvimento Sustentável”, assunto da década (2005 a 2014), segundo a ONU, que acredita na educação, aprendizagem e disseminação de conhecimento como fatores imprescindíveis para o uso consciente e sustentável dos recursos naturais.

“A cada ano, fico mais orgulhoso e feliz de ver a participação de nossos vizinhos aqui de Mogi Guaçu, Mogi Mirim e Estiva Gerbi nos trazendo obras com tanta qualidade! Projetos como este, que contribuem para educação de nossos jovens e destacam a importância do cuidado com meio ambiente devem ser valorizados por todos nós”, comentou Glenn Landau, Presidente da International Paper América Latina.

Realizado há 39 anos, o Concurso de Redação é voltado para alunos do 5º e 9º anos, além dos estudantes de 3º ano do Ensino Médio. Já o 9º Concurso Literário convida professores, coordenadores e diretores da rede de ensino a explorarem sua criatividade e também escreverem suas obras.

Podemos considerar, que graças à participação de todos, o evento, mais uma vez, foi um sucesso! Além das ações educacionais, o projeto ainda incentiva o plantio de mudas em áreas degradadas. Em 2014, o projeto contou com cerca de 1.900 participantes, entre alunos e professores, que realizaram o plantio de 1.600 mudas nativas em Mogi Guaçu.

Confira o nome dos vencedores!

Vencedores do concurso de Redação:
5º Ano

1° Lugar: Fernanda Moz Trigo
Escola: Anglo Mogi Guaçu
Título: Senhor Disper Dício virou Senhor Ambi Ental

2° Lugar: Lia Faria Cunha Canto
Escola: Sei- Sistema de Educação Inteligente
Titulo: Educando para um mundo sustentável

3° Lugar: Victor Hugo Bombarda Barros
Escola: Anglo Mogi Guaçu. Série: 5º ano
Título: “A família Reciclóvis”

Vencedores do concurso de Redação:
9º Ano

1° Lugar: Laura Pasqua Linares
Escola: Colégio Integrado São Francisco
Título: “A família Reciclóvis”

2° Lugar: Julia Pachel
Escola: Educar instituto Educacional
Título: “Um novo projeto para uma nova geração”

3° Lugar: Alice Selegato
Escola: Fundação Educacional Guaçuana (FEG)
Título: “Pensamento Sustentável”

Vencedores do concurso de Redação:
3° ano do Ensino Médio

1° Lugar: Mariana Casarotto
Escola: COC Mogi Mirim
Título: A educação de hoje para existência do amanhã

2° Lugar: Matheus Hrabowec Zambianco
Escola: SESI
Título: Agindo localmente, pensando globalmente

3° Lugar: Mariana Souza Calefi
Escola: FEG
Título: Ação e Resultado

Vencedores do Concurso Literário:

1º Lugar: Érica Franco de Souza Fini
Pseudônimo: Heloisa Ramos
Escola Monteiro Lobato – Mogi Guaçu
Título: O ipê amarelo
Categoria: Conto

2º Lugar: Jair Francisco Dias
Pseudônimo: Viajante
Escola EMEB Francisco Piccolomini – Mogi Mirim
Titulo: Lar
Categoria: Crônica

3º Lugar: Elaine Cristina Seco
Pseudônimo: Cappuccino
Escola: EMEF Antônio Giovani Lanzi – Mogi Guaçu
Título: A/C – Aos cuidados de todos nós
Categoria: Crônica

Ficou interessado? Quer fazer parte? Escreva nos comentários!