Saiba mais sobre os Indicadores de Desenvolvimento Sustentável do IBGE

ids-2015-ibgeHoje, é praticamente consenso que o desenvolvimento sustentável é um processo que se traduz na combinação de três pilares para benefício das gerações presente e futura de um país: crescimento da economia, conservação do meio ambiente e melhoria na qualidade de vida da sociedade.

Com base nessa premissa, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) elabora periodicamente a publicação “Indicadores de Desenvolvimento Sustentável” (IDS), que está em sua 6ª edição e reúne 63 indicadores, que procuram traçar um panorama do país em quatro dimensões: ambiental, social, econômica e institucional. A construção desses indicadores teve como base as pesquisas do próprio Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística e também de ministérios, secretarias estaduais e municipais, Iphan e Unesco, entre outras instituições.

O estudo do IBGE dá continuidade à divulgação, que foi iniciada em 2012, com objetivo de disponibilizar um sistema de informações para o acompanhamento da sustentabilidade do padrão de desenvolvimento do país. Assim como as demais edições, a publicação é orientada por diretrizes da CDS (Comissão de Desenvolvimento Sustentável) da ONU – Organização das Nações Unidas.

Pela primeira vez, a publicação traz informações sobre a diversidade cultural e ambiental do País, por meio do Indicador de Patrimônio Cultural Brasileiro, formado por bens culturais e naturais reconhecidos pela Unesco, como o Samba de Roda no Recôncavo Baiano e o Centro Histórico de Olinda.

A construção de indicadores de desenvolvimento sustentável no Brasil integra-se ao conjunto de esforços internacionais para concretização das ideias e princípios formulados na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro, em 1992. Eles possibilitam mensurar as qualidades ambiental e de vida da população, o desempenho macroeconômico do País, os padrões de produção e consumo e a formulação de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável.

Para saber mais sobre o assunto, acesse: www.ibge.gov.br

0 comentários

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *