Professor utiliza papelão e canetinha para ensinar matemática a alunos

Com apenas dois objetos, o docente transformou a educação de uma escola periférica do Rio de Janeiroshutterstock_514725154

Em 8 de setembro foi celebrado o Dia Mundial da Alfabetização, criado há mais de 50 anos pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultural (UNESCO). A data tem o propósito de celebrar a alfabetização e a educação como uma forma de empoderamento para milhares de mulheres e homens pelo mundo.

Em média, a taxa de brasileiros com 15 anos ou mais que não sabem ler ou escrever caiu pelo quarto ano consecutivo, conforme a pesquisa realizada em 2016 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mesmo com essa evolução, o analfabetismo ainda é sinônimo de exclusão e pobreza para a população dessa faixa etária.

Diante desse cenário, o professor Luís Felipe Lins revolucionou suas aulas de matemática usando canetinha e papelão na Escola Municipal Francis Hime. De que forma?  Ele utilizou os materiais para criar jogos, como memória e dominó para ensinar matemática a alunos a partir do 6º ano do Ensino Fundamental.

Os estudantes precisam decifrar enigmas, escrever como obtiveram o resultado, além de registrar todo o processo em vídeo para compartilhar com os colegas. Para o professor, isso é desenvolver habilidades além da matemática, como a escrita, a oralidade e o trabalho em equipe.

A escola já conquistou 197 medalhas em competições de matemática num período de dez anos, o que rendeu resultados significativos para o ensino da escola, que utiliza itens básicos do dia a dia das crianças.

Por meio de iniciativas – A educação é uma das causas abraçadas pelo Instituto International Paper, que contribui para a vida de milhares de jovens e adolescentes por meio de projetos onde a empresa mantém operações.

O Projeto Escola Formare do Instituto IP já capacitou mais de 450 jovens entre 16 e 18 anos nas cidades de Mogi Guaçu e Luiz Antônio no estado de São Paulo e Três Lagoas no Mato Grosso do Sul.

Em 2017, o Formare recebeu cerca de 170 profissionais da International Paper, que decidiram compartilhar seus conhecimentos voluntariamente aos alunos. Ao todo, em 2016, a empresa já beneficiou mais de 28 mil pessoas.

Consulte a matéria completa no Blog Adoro Papel!

0 comentários

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>