Papo-Formare une filosofia e cultura pop para falar de escolhas

Newton_Scavone

O famoso aforismo grego atribuído ao filósofo Sócrates na Grécia Antiga, “Conhece-te a ti mesmo”, serviu de base para o bate-papo do Gerente de Segurança da IP, Newton Scavone, com os alunos do Projeto Escola Formare, na unidade Luiz Antônio no dia 28 de agosto. Mais do que retomar uma frase clássica, o profissional mostrou como ela se mantém atual e pode ser uma lição de vida, uma vez que o autoconhecimento é uma busca constante do ser humano e essa consciência é essencial para o amadurecimento. “Nós só podemos traçar um plano de reforma íntima, quando nos conhecemos e queremos melhorar”, disse ele no encontro.

Aos 63 anos de idade, Scavone levou aos adolescentes toda a sua experiência de vida, rememorando sua trajetória profissional e o início na empresa, há quase 35 anos. Participante ativo das atividades do Formare, desde o início do Projeto em Luiz Antonio, o Gerente de Segurança falou sobre os valores pessoais e orientou para que os alunos façam boas escolhas no futuro.  “Elas acontecem quando plantamos e a colheita é obrigatória em qualquer situação”, ressaltou.

Perdas e ganhos – Scavone teve que lidar com a perda desde muito cedo. Aos oito anos de idade, seu pai faleceu, fazendo com que ele e os seus dois irmãos, à época com 9 anos e com seis meses de idade buscassem outras referências ao longo da vida, que se encarregou de mostrar caminhos, a partir de muito esforço, dedicação e da consciência de que o cumprimento dos deveres gera resultados e abre portas. “Sempre tive pessoas com carreiras já consolidadas que me inspiraram a seguir nos meus ideais. Eu acredito no exemplo a ser seguido. ”

E foi por meio destas referências e da busca por se aprimorar constantemente, que muitas oportunidades surgiram, o que também pode acontecer com cada um dos alunos do Formare, quando utilizarem todo o seu potencial na carreira que escolherem.  “Eles precisam desejar e vibrar para que as coisas aconteçam, a grande questão não é o que eles estão tendo agora no Formare, mas o que vão fazer com todo esse aprendizado no futuro e isso é algo que converso muito com meu tutorado, também”, disse.

Da filosofia à cultura pop – Além de levar a referência de Sócrates para a conversa, Scavone conectou o passado e o presente com uma passagem da série americana Glee, em que alunos surdos, ao lado do elenco da série, cantam Imagine, de John Lennon, misturando voz e linguagem de sinais. Com esse recurso, ele mostrou que da Grécia Antiga ao clássico dos anos 1970, reinterpretado nos anos 2000, há lições e ensinamentos que perpassam gerações. “Os alunos se emocionaram, um deles me procurou no final dizendo que queria mudar o jeito de ser e este foi o estímulo mais bonito e gratificante que tive”, revelou o profissional, que recomendou ao jovem a seguir sua intuição, algo que “sempre nos traz grandes aprendizados.”

0 comentários

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>