Resultados Projeto Guardiões das Águas 2014

O tema “economia de água” nunca foi tão sensível como nos últimos dias, mas os participantes do “Guardiões das Águas” já vêm trabalhando nesse assunto há muito tempo. Desde 2008, a região de Luiz Antônio em São Paulo conta com esse projeto que procura incentivar o consumo consciente de água entre professores e alunos da rede de ensino pública. Entre as crianças e adolescentes envolvidos, a meta é economizar!

A duração do projeto que normalmente vai de Março a Junho, teve sua última edição praticada nos meses de Agosto a Novembro em vista de um evento no calendário escolar, mas que em nada atrapalhou esse time a colocar as ideias em ação e mostrar que com muito pouco é possível fazer mudanças significativas em casa e em toda a comunidade. Guatapará e São Simão juntas reuniram mais de 600 participantes para chegar a um resultado de 550 mil litros de água economizados através de ações de conscientização.

Os professores e alunos mais engajados da campanha Guardiões das Águas 2014, receberam uma premiação do Instituto International Paper e os professores dos municípios de Luiz Antônio, Guatapará, São Simão e Altinópolis que participaram do projeto, também conheceram um pouco mais sobre o uso da água e o processo de fabricação do papel e celulose em uma visita realizada na unidade fabril instalada em Luiz Antônio.

Além dos prêmios individuais, a escola “EMEB Professora Vera Lúcia Castelhano” de Guatapará, também foi homenageada pelo engajamento dos professores e alunos nas atividades para estimular a economia de água dentro e fora do ambiente escolar. O prêmio foi uma grande festa de comemoração para a escola toda alguns dias antes de uma data muito especial: o dia mundial da água.

A última edição acabou, mas a economia continua: em breve, o projeto Guardiões das Águas volta para engajar ainda mais pessoas nesse processo contínuo de colaboração e consciência ambiental. Para conhecer mais sobre essa iniciativa, clique aqui e confira todos os detalhes.

 

Este post também está disponível em: Inglês

0 comentários

Deixe seu comentário

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *