Newton_Scavone

Papo-Formare une filosofia e cultura pop para falar de escolhas

Newton_Scavone

O famoso aforismo grego atribuído ao filósofo Sócrates na Grécia Antiga, “Conhece-te a ti mesmo”, serviu de base para o bate-papo do Gerente de Segurança da IP, Newton Scavone, com os alunos do Projeto Escola Formare, na unidade Luiz Antônio no dia 28 de agosto. Mais do que retomar uma frase clássica, o profissional mostrou como ela se mantém atual e pode ser uma lição de vida, uma vez que o autoconhecimento é uma busca constante do ser humano e essa consciência é essencial para o amadurecimento. “Nós só podemos traçar um plano de reforma íntima, quando nos conhecemos e queremos melhorar”, disse ele no encontro.

Aos 63 anos de idade, Scavone levou aos adolescentes toda a sua experiência de vida, rememorando sua trajetória profissional e o início na empresa, há quase 35 anos. Participante ativo das atividades do Formare, desde o início do Projeto em Luiz Antonio, o Gerente de Segurança falou sobre os valores pessoais e orientou para que os alunos façam boas escolhas no futuro.  “Elas acontecem quando plantamos e a colheita é obrigatória em qualquer situação”, ressaltou.

Perdas e ganhos – Scavone teve que lidar com a perda desde muito cedo. Aos oito anos de idade, seu pai faleceu, fazendo com que ele e os seus dois irmãos, à época com 9 anos e com seis meses de idade buscassem outras referências ao longo da vida, que se encarregou de mostrar caminhos, a partir de muito esforço, dedicação e da consciência de que o cumprimento dos deveres gera resultados e abre portas. “Sempre tive pessoas com carreiras já consolidadas que me inspiraram a seguir nos meus ideais. Eu acredito no exemplo a ser seguido. ”

E foi por meio destas referências e da busca por se aprimorar constantemente, que muitas oportunidades surgiram, o que também pode acontecer com cada um dos alunos do Formare, quando utilizarem todo o seu potencial na carreira que escolherem.  “Eles precisam desejar e vibrar para que as coisas aconteçam, a grande questão não é o que eles estão tendo agora no Formare, mas o que vão fazer com todo esse aprendizado no futuro e isso é algo que converso muito com meu tutorado, também”, disse.

Da filosofia à cultura pop – Além de levar a referência de Sócrates para a conversa, Scavone conectou o passado e o presente com uma passagem da série americana Glee, em que alunos surdos, ao lado do elenco da série, cantam Imagine, de John Lennon, misturando voz e linguagem de sinais. Com esse recurso, ele mostrou que da Grécia Antiga ao clássico dos anos 1970, reinterpretado nos anos 2000, há lições e ensinamentos que perpassam gerações. “Os alunos se emocionaram, um deles me procurou no final dizendo que queria mudar o jeito de ser e este foi o estímulo mais bonito e gratificante que tive”, revelou o profissional, que recomendou ao jovem a seguir sua intuição, algo que “sempre nos traz grandes aprendizados.”

IMG_2137

Bienal é palco de encontro entre os alunos do Formare

IMG_2137O encontro entre os alunos do Formare IP das unidades de Mogi Guaçu e Luiz Antônio já faz parte do calendário de atividades do Instituto International Paper. Para este ano, a empresa proporcionou uma oportunidade de troca de conhecimento entre os alunos e também de diversão e cultura, com uma visita à Bienal Internacional do Livro, em São Paulo.

Uma das patrocinadoras do evento, a IP conseguiu levar os alunos para São Paulo e oferecer um momento diferente, descontraído e em um espaço inspirador, que valoriza a troca de ideias, afinal, quem é que não gosta de boas indicações de leitura?

Na rota da literatura – os alunos saíram das unidades de Luiz Antônio e Mogi Guaçu e tiveram uma primeira parada na cidade de Limeira, quando se reuniram para o café da manhã e seguiram viagem em um único ônibus, onde participaram de algumas dinâmicas, que favoreceram a troca de experiências e de conhecimento.

 Um livro e um desafio – a viagem à Bienal do Livro foi acompanhada pela equipe de RSC e Sustentabilidade da IP e pelo Executivo de Marketing da Solenis, Elídio Frias, parceiro das ações do Instituto. O executivo conversou com os alunos sobre carreira e futuro e os presenteou com um livro e um desafio: terminar a leitura até o final do ano. Meta que para alguns pode ser fácil, e que para outros é apenas o início da construção de um novo hábito: o de viajar pelas páginas de um livro.

 

 

shutterstock_108092945

Inovações transformam resíduos em energia

shutterstock_108092945

Uma vida mais sustentável requer um novo olhar para tudo o que os seres humanos produzem, inclusive o lixo. Para se ter uma ideia, o lixo gerado no País aumentou 29% entre os anos de 2003 e 2014, enquanto o crescimento populacional deste período foi de 6%, de acordo com um levantamento da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), divulgado em 2015.

Diante de um cenário como este, é mais do que urgente repensar as práticas do dia a dia para minimizar o desperdício, além de dar o destino correto aos resíduos. E é aí que a inovação entra em cena, transformando “lixo” em energia elétrica, um luxo para cerca de 1,5 bilhão de pessoas que vivem sem eletricidade, de acordo com dados da ONU, Organização das Nações Unidas.

De olho no desenvolvimento sustentável, algumas indústrias já investiram na produção de eletricidade a partir de fontes alternativas, confira:

 

shutterstock_285916715 Convertendo restos de comida em gás de cozinha – esta é a proposta da HomeBiogas, empresa israelense que criou um sistema que converte restos de alimentos orgânicos em gás de cozinha. Os resíduos deste processo são transformados em adubo líquido para o jardim. E o gás produzido com os alimentos descartados chega a ser suficiente para manter um fogão ligado por três horas.

 

shutterstock_156256430 Lixo de aterro gera energia elétrica – em setembro deste ano, foi inaugurada no município de Caieiras (SP), a maior usina de energia termelétrica no Brasil a partir de gás metano, proveniente de lixo de aterro sanitário, a Termoverde Caieiras. A energia gerada a partir do lixo é suficiente para abastecer uma cidade com cerca de 300 mil habitantes, como Limeira, Guarujá ou Taubaté. Em 2014, o aterro sanitário de Guatapará foi o primeiro no Estado a gerar energia elétrica a partir do lixo de 20 municípios.

madeiraNa International Paper – a madeira residual dos processos industriais (cavaco) também gera energia para as unidades e isso significa uma economia significativa para a IP, além de ganhos em sustentabilidade a partir da utilização de uma fonte renovável de energia: a biomassa do eucalipto.

 

 

shutterstock_262905011

“Dia Mundial Sem Carro” pede um novo olhar para a vida na cidade

shutterstock_262905011

Em 22 de setembro, cidades ao redor do mundo se unem para o “Dia Mundial Sem Carro”, uma in“Dia Mundial Sem Carro” pede um novo olhar para a vida na cidadeiciativa que visa despertar a reflexão da população sobre a emissão de gases poluentes na atmosfera gerada pelos automóveis. A intenção é alertar para questões ambientais como o efeito estufa, além de mobilizar as pessoas para que utilizem mais o transporte coletivo em suas rotinas, meios alternativos como a bicicleta e que passem a participar de caronas compartilhadas, como forma de contribuir para melhorar a qualidade do ar.

Originalmente, o “Dia Mundial Sem Carro” começou na França em 1997 e se espalhou pelo mundo com diversas ações pelas cidades, que, na data, reduzem a velocidade máxima em algumas vias ou mesmo proíbem a passagem de veículos em algumas áreas para que as pessoas utilizem outros meios de transporte. O que mais importa é que a população pense sobre o uso excessivo do automóvel, quando se descarta outras possibilidades de locomoção nas cidades.

As ações do dia 22 de setembro fazem parte de um movimento chamado “Semana da Mobilidade”, adotado por diversos países para propor novas alternativas para aprimorar o transporte urbano, olhando também para questões como melhoria da qualidade de vida, chamando a atenção para formas mais sustentáveis e eficientes de se locomover.

As iniciativas da “Semana da Mobilidade”, além do “Dia Mundial Sem Carro”, incluem caminhadas, passeios ciclísticos e desafios intermodais, com o objetivo de mostrar que a cidade pode ser vivenciada de outras maneiras e que, embora os automóveis sejam importantes para o deslocamento, eles não são essenciais para a vida nos grandes centros urbanos.

Confira algumas iniciativas para uma mobilidade mais sustentável, organizadas em algumas capitais brasileiras.

- Manaus

Durante a Semana da Mobilidade, a ONG “Pedala Manaus” organiza uma série de atividades para estimular o uso de bicicleta entre os manauaras, como o passeio ciclístico e  o  desafio intermodal,  em que os participantes devem concluir um determinado trajeto utilizando diferentes meios de transporte e, ao final verifica-se qual deles é mais eficiente.

- Maceió

No dia 23/9 (sexta-feira), haverá a corrida “Por um Trânsito + Seguro” e no domingo (25/09), um passeio ciclístico, que tem a expectativa de receber até 7 mil participantes.

- São Paulo

Além do Desafio Intermodal, que ocorreu no último dia 17, haverá também caminhadas noturnas e debates sobre mobilidade urbana durante a “Virada da Mobilidade”.

- Porto Alegre

No “Dia Mundial Sem Carro”, a capital gaúcha promove seu segundo Seminário de Mobilidade Urbana – Porto Alegre para Pessoas.

shutterstock_73827871

21 de setembro: “Dia da Árvore”

Data celebra a importância das mudas para o equilíbrio do planeta

shutterstock_73827871
Responsáveis pela qualidade do ar, pelo equilíbrio da temperatura e pela firmeza do solo, além de servir de moradia para inúmeras espécies e fornecer alimento, as árvores são indispensáveis para a sobrevivência na Terra.

O papel das árvores na existência da vida é celebrado de diversas formas por diferentes povos e nações. No Brasil, o “Dia da Árvore” é comemorado no dia 21 de setembro, às vésperas da chegada da primavera, e foi criado para despertar a reflexão sobre a preservação deste recurso natural tão importante para a manutenção dos ecossistemas. Ao redor do mundo, as comemorações acontecem em épocas do ano distintas, mas com este mesmo intuito de abordar o equilíbrio ambiental, unindo esforços para combater práticas de desmatamento e comércio ilegais de espécies ameaçadas.

As florestas plantadas e a indústria– a data é amplamente celebrada pela indústria de papel e celulose, que leva às comunidades informações precisas sobre a importância do manejo florestal do eucalipto florestas plantadas, e as florestas renováveis, planejadas dentro de especificações técnicas e ambientais que garantem o uso racional da terra e dos recursos de maneira sustentável, evitando o desperdício e auxiliando na preservação da mata nativa.

Na International Paper, as ações voltadas para as localidades onde a empresa mantém operações são organizadas pelo Instituto International Paper, que realiza uma série de iniciativas educativas para crianças e adolescentes. A mais antiga e tradicional da empresa surgiu exatamente no “Dia da Árvore”, há mais de 40 anos: o ESA (Educação Socioambiental), que este ano completa seu 41º aniversário com o Concurso de Redação voltado a estudantes dos últimos anos da Educação Básica (5º ano do Ensino Fundamental I, 9º ano do Ensino Fundamental II e 3º ano do Ensino Médio) e o Concurso Literário, em sua 11ª edição, voltado a educadores (professores e gestores escolares do Sistema Básico de Ensino).

O tema escolhido para o ESA este ano foi “Alimentação Saudável” e teve como base a diretriz da ONU (Organização das Nações Unidas), que elegeu 2016 o “ano das leguminosas”, pois a produção de grãos proporciona uma alimentação mais nutritiva e também é responsável por garantir um manejo mais sustentável da terra e dos recursos naturais.

Curiosidade: “Dia da Árvore” ao redor do mundo

As celebrações do “Dia da Árvore” acontecem ao longo do ano de acordo com a cultura de cada país:

australia Austrália: celebra o “Dia Nacional da Árvore” na última semana de julho

 

 

barbados

Barbados: 22 de setembro

 

 

bulgaria

 

Bulgária: celebra o “Dia Nacional da Floresta” na primeira semana de abril

 

 

canadaCanadá: Celebra a folha de sua árvore símbolo, o bordo (Maple) durante a Semana Nacional da Floresta, na última quarta-feira de setembro. Há também diferentes celebrações regionais do “Dia da Árvore”.

 

 

china

China: 12 de março

 

 

 

alemanhaAlemanha: 25 de abril

 

 

 

holandaHolanda: 22 de março

 

 

 

japaoJapão: celebra o Midori Noni no final de abril

 

 

 

jordania
Jordânia:  15 de janeiro

 

 

nova_zelandia

Nova Zelândia: 5 de junho

 

 

africa do sul

África do Sul: celebra a semana da árvore de 1º a 7 de setembro

 

 

 

espanhaEspanha: 26 de março

 

 

 

tunisiaTunísia: 9 de novembro

 

 

 

estados unidosEstados Unidos: celebra o “Dia Nacional da Árvore” na última sexta-feira de abril. Os estados também promovem diferentes celebrações das espécies regionais ao longo do ano, conforme época de plantio.