“Guardiões em Ação” reúne voluntários e crianças em dia especial

IMG_1607

 Enfim chegamos à época mais doce do ano: a Páscoa! E para comemorar essa data de forma significativa, o Instituto International Paper realizou no último dia 26 mais uma edição do projeto “Guardiões em Ação”, com a missão de tornar a Páscoa de crianças e voluntários ainda mais especial.

 A ação deste ano contou com a participação de 66 “padrinhos e madrinhas” que se mobilizaram para tornar a Páscoa das crianças do Centro de Promoção Social Bororé um dia inesquecível. Os guardiões presentearam 73 crianças com ovos de chocolate e a entrega aconteceu pessoalmente, no dia 21 de março, no escritório da International Paper em São Paulo. Dividido em dois períodos, manhã e tarde, o encontro foi acompanhado por um divertido lanche, com muitas brincadeiras e é claro, muito chocolate.

Satisfeita com o resultado desta missão, Karla Califfa, Coordenadora de Planejamento Financeiro da International Paper, participou do Guardiões em Ação pela quarta vez e destaca a importância de ações solidárias dentro das organizações: “Vejo esta Ação como uma forma de olhar o que acontece em torno de nós. Sempre que volto deste projeto tenho a sensação de que, só de ver os sorrisos das crianças, fazemos o bem ao outro. Na correria do dia a dia nunca encontramos tempo para fazer uma ação solidária e quando a empresa nos dá essa oportunidade, percebemos o quanto podemos ajudar, mesmo que seja com este pequeno gesto”.

Para a Assistente Administrativo Pâmella Silva, a participação nas missões do “Guardiões em Ação” é sempre muito gratificante.  “É muito bom saber que fiz a diferença um dia pelo menos na vida daquelas crianças”, diz ela.

 O projeto, criaIMG_1806do em 2013, tem como objetivo ampliar o voluntariado dentro da International Paper, envolvendo, neste caso, os profissionais do escritório, em São Paulo. As “missões” acontecem sempre em datas comemorativas e só no ano passado, mobilizou 80 voluntários que presentearam crianças de quatro instituições diferentes.

Para Glaucia Faria, Coordenadora de Sustentabilidade e Responsabilidade Social do Instituto International Paper, projetos como o “Guardiões em Ação” reforçam o poder transformador do voluntariado, um dos pilares do IIP, além de ser um aprendizado de mão dupla. “O encontro dos profissionais com as crianças mostra o quão é importante ajudar com os gestos mais simples. Esses momentos são sempre muito gratificantes”, diz.

ResponsabilidadIMG_1868e Social Corporativa – Além de fabricar seus produtos em florestas 100% plantadas, renováveis e certificadas, a IP realiza, por meio

do Instituto International Paper, projetos voltados à educação e à sustentabilidade nas regiões onde a empresa mantém operações, beneficiando as comunidades locais. Desde sua criação, o Instituto tem como um de seus principais objetivos mobilizar e engajar parceiros, colaboradores e profissionais em causas que melhorem principalmente a educação socioambiental de crianças e jovens.

Atualmente, mais de 200 voluntários participam de projetos como Formare, EmCena Brasil, Guardiões das Águas, Guardiões do Verde, Guardiões em Ação, entre outros, que já impactaram a vida de aproximadamente 30 mil pessoas.

Realizar algum tipo de trabalho voluntário traz inúmeros benefícios também a quem pratica. Cada vez mais, as organizações valorizam profissionais que dedicam parte do seu tempo a causas sociais, especialmente se têm a prática inserida na própria cultura organizacional, como é o caso da IP.

Saiba mais sobre a instituição beneficiada pelos Guardiões em Ação:

 O Centro de Promoção Social Bororé está localizado em uma região extremamente carente, no Jardim Lucélia, na Zona Sul de São Paulo. Dividido em três lares sociais que abrigam 24 crianças e adolescentes, a entidade atende também 380 menores por meio dos programas Cantinho da Criança e Educando Para o Futuro, além de realizar diversos programas sociais que envolvem toda a comunidade. Saiba mais aqui.

 

Formare_mg_leandra_iip2

Alunos do Formare falam sobre carreira e oportunidades com a presidente do IIP

Encontro faz parte da série de bate-papos que o Instituto promove para aproximar os jovens estudantes de profissionais experientes do mercado

Formare_mg_leandra_iip

A Presidente do Instituto International Paper e Diretora Jurídica e de Sustentabilidade da IP, Leandra Ferreira Leite, se reuniu com a turma de 2016 do Formare nos dias 8 e 11 de março para uma conversa sobre futuro e expectativas de carreira. Seja em um encontro presencial, como aconteceu no dia 11, com os alunos de Mogi Guaçu, ou via Telepresence, como foi o bate-papo com a turma de Luiz Antonio, Leandra faz questão de participar desta conversa com os alunos em todas as edições.

À frente do Instituto desde 2012, quando assumiu a presidência, Leandra acumula ampla experiência na área jurídica de empresas como Polenghi, Braskem, Leroy Merlin e Embraer, onde auxiliou na Implantação do Instituto Embraer de Educação e Pesquisa, experiência que a aproximou do Instituto International Paper desde o início das atividades em 2007, quando atuava como advogada, antes de assumir a presidência.

Os alunos tiveram a oportunidade de conhecer uma profissional da área jurídica, que aliou a prática do direito com questões ligadas à sustentabilidade e à responsabilidade social, temas fortemente ligados aos negócios da IP e às causas do Instituto.

Estudar sempre – Leandra participa dos encontros com alunos do Formare desde o início do projeto e sua principal mensagem em todas as edições é a importância dos estudos. “É preciso estar aberto a oportunidades e nunca deixar de estudar, porque pode ser um diferencial. Também faço questão de dizer que é muito importante acreditar em um futuro melhor para alcançar os sonhos. E nunca desistir deles.”

Além da importância dos estudos para o desenvolvimento da carreira, a presidente do IIP ressalta o valor da humildade para qualquer ser humano em qualquer momento da vida pessoal e profissional. “Cada um tem sua história e suas dores, mas é preciso motivação e interesse pelo que acontece no mundo, por que isso traz um olhar crítico e mais atenção para as novas possibilidades e oportunidades que surgirem pela frente, algo fundamental no desenvolvimento da carreira.”

Expectativas – Todos os anos, Leandra espera que os alunos do Formare sejam uma turma curiosa e com muita vontade de aprender. “Espero também que possamos conseguir coloca-los no mercado de trabalho. Esse é um dos principais objetivos do projeto.”

A importância do diálogo – Para Leandra, oportunizar momentos de diálogo entre profissionais experientes e os jovens do Formare é essencial para que os jovens tenham a oportunidade de aprender por meio de diferentes perspectivas e experiências, pois cada profissional traz uma trajetória, com vivências e dificuldades que podem se assemelhar em alguns momentos, ou podem ser totalmente diferentes. “O mais importante é que esses jovens percebam que não estão sozinhos em suas dúvidas e dificuldades. Durante o bate-papo, eles percebem que é possível mudar de vida e conquistar coisas que eles ainda nem sabem que podem”, diz. Nesse sentido, “cada experiência é uma aula de vida. Cada interface é um aprendizado recíproco”, finaliza.

 

 

Turma 2016 - Formare IP Luiz Antônio (SP)

Hora de aprender: Formare retoma aulas em Mogi Guaçu e Luiz Antônio

formare_lan_2016_baixa

Alunos de Luiz Antônio


De caderno e caneta na mão, 40 novos alunos do Projeto Escola Formare iniciaram as aulas nas cidades de Mogi Guaçu e Luiz Antônio, ambas em São Paulo, no dia 1º de março. Na mochila, além dos livros, está também a expectativa para o início de uma nova experiência. Para muitos, este é o primeiro passo e uma grande oportunidade para a construção da carreira profissional.

“Sei que esta é uma chance única para minha vida, que vai me ajudar a abrir as portas para o mercado de trabalho, por isso, quero aproveitar ao máximo esta experiência”, conta Murilio Henrique Arruda da Silva, de 18 anos, aluno da unidade de Luiz Antonio. Rafaela Aparecida de Abreu Adolpho Rodriguês, 18 anos, também é aluna de Luiz Antônio e já está pensando no futuro. “Quando finalizar o curso, estarei preparada para conseguir um emprego”.

A expectativa é grande, ainda mais depois de um criterioso processo seletivo, realizado em cinco etapas, que reuniu mais de 100 jovens em cada unidade. “Eu estava muito nervoso, principalmente na dinâmica de grupo, pois tínhamos que falar abertamente sobre a nossa vida na frente de outras 50 pessoas,” relembra Murilo.

O frio na barriga e aquela sensação de começar um novo projeto não ficou restrita aos alunos. Nestas turmas, iniciaram também 146 novos Educadores Voluntários (EVs), cheios de vontade de compartilhar e receber conhecimento. “Confesso que a ansiedade era grande, mas a aula se desenvolveu de forma tão proveitosa, que uma hora foi pouco. A turma foi muito receptiva, e acho que o interesse das duas partes foi o que fez a aula se desenvolver daquela forma”, destaca Glauber Sales, Trainee I – RH, da unidade de Mogi Guaçu, que iniciou o trabalho como EV este ano. Engenheiro, Glauber é o responsável pela matéria “Fundamentos Numéricos”.

Mesmo quem já tem mais tempo de casa como Educador Voluntário sempre tem uma história nova para contar, como é o caso de Leticia André, Analista de Planejamento Logístico – Exportação, da unidade de Mogi Guaçu. A Analista faz parte desse time de educadores desde 2014. “Eu aprendo todos os dias com os alunos: ouvir mais, ser grata por tudo e todos que eu tenho em minha vida e me relacionar melhor com o outro. É uma via de mão dupla, onde doamos e recebemos conhecimento em todas as aulas.”

Lançado pelo Instituto International Paper em 2010, o Formare é desenvolvido pela Fundação Iochpe (franquia social) e oferece cursos de educação profissional para jovens de famílias de baixa renda, na faixa etária entre 16 e 18 anos.

Desde então, o Projeto já formou 194 jovens, dos quais 28% são hoje profissionais da International Paper. “Este é um grande diferencial do Projeto. Todos ganham com a iniciativa: o jovem, que conquista seu emprego, e a empresa, com o recrutamento de um profissional com energia para aprender e que já conhece a cultura, normas e políticas da companhia”, afirma Gláucia Faria, Coordenadora de Responsabilidade Social da International Paper.

formare_mg_2016_baixa

Alunos de Mogi Guaçu

 

Já aqueles que não ingressam na empresa chegam mais preparados para enfrentar o mercado de trabalho, pois recebem certificado de Assistente de Produção da Indústria de Processo, reconhecido pelo MEC e emitido pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

Os benefícios que o Formare traz aos alunos vão além da formação profissional, e a troca de experiências transforma todos os envolvidos. “Acho que o programa tem um potencial gigante para impactar a vida desses jovens, e estou disposto a dar toda assistência possível para fazer isso acontecer”, ressalta Glauber Sales. Para Leticia André, “estar em sala de aula com os alunos é o momento em que eu desligo um pouquinho do meu trabalho e conecto com ‘mundinho’ deles. Cada aluno traz consigo sua história, sua personalidade e quando entramos em contato, todos nós ganhamos.”

Além do contato com os Educadores Voluntários, os alunos do Formare têm tutores – executivos da International Paper – que se voluntariam para direcioná-los durante os projetos no decorrer do curso. Além disso, periodicamente, o IIP promove bate-papos dos alunos com profissionais experientes do mercado, em um momento descontraído para falar sobre decisões de carreira e expectativas para o futuro.

Dicas sustentáveis no volta às aulas

Já que o tema é volta às aulas, que tal relembrar dicas importantes de como aproveitar melhor o seu material escolar? Com o conceito dos 3Rs da sustentabilidade fica mais fácil:

Reduzir:

  • Pense bem antes de comprar: faça uma lista com tudo o que você precisa antes de ir à loja para evitar desperdício de tempo, material e dinheiro.
  • Vai precisar consultar livros para pesquisa? Nos sebos você vai encontrar o melhor custo-benefício. Você pode também ver com amigos e conhecidos para pegar livros emprestados, mantendo-os sempre bem cuidados.

Reutilizar:

  • Reutilize os materiais escolares do ano passado. Mochilas, borrachas, canetas e estojos, se bem preservados, vão servir direitinho para este ano também.
  • Seja cuidadoso com o material didático, pois ele pode ser útil para outras pessoas. Encapar livros e cadernos pode ser uma boa dica para preservá-los. ­­­­­

Reciclar

  • Se o seu caderno do ano passado tem folhas em branco sobrando, use-as como rascunho. Você pode fazer um bloco de anotações e ainda personalizar a capa com recortes e adesivos.
  • Pesquise sobre a coleta seletiva em sua cidade e saiba mais sobre como dar o destino correto a vários tipos de lixo que possam ser reciclados. Cidadania se exerce desde as atitudes mais simples do dia a dia.

 

espaçomundi4

‘Espaço Mundi’ une teatro e educação para o uso consciente de água em Rio Verde

Iniciativa faz parte do projeto ‘Guardiões das Águas’ promovido pelo Instituto International Paper e visa ao envolvimento de crianças em práticas de economia dos recursos hídricos

Trabalhar o uso consciente da água desde a infância deve ser uma preocupação constante não só dos profissionais que lidam com educação, mas da sociedade em geral. Ciente de seu papel social e do poder multiplicador das crianças, capazes de ‘reeducar’ os adultos para práticas de educação ambiental, o Instituto International Paper promove o ‘Espaço Mundi’, um espetáculo teatral itinerante, voltado para alunos do 4º e 5º ano do Ensino Fundamental das Escolas Municipais de Rio Verde – GO.

O ‘Espaço Mundi’ traz, dentro de um teatro inflável em forma de semicírculo, o universo do Dr. Gota, um cientista maluco, muito preocupado com a água no planeta Terra. Se pensarmos que o Planeta tem 2/3 de sua superfície coberta por água, mas apenas 3% é água doce, e que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 7480 milhões de pessoas não têm acesso a água potável,  talvez o Dr. Gota não seja tão maluco assim!

Para a realização do espetáculo, o Instituto International Paper conta com o apoio da Secretaria Municipal da Educação de Rio Verde. O evento é uma das ações que compõe o Projeto ‘Guardiões das Águas’ (GA), iniciativa que premia as melhores iniciativas com relação ao consumo consciente de água, em trabalhos inscritos pelas escolas municipais. Também faz parte do projeto GA a exposição fotográfica “Linha D’Água”, que mostra os registros fotográficos das expedições do Navegador Amyr Klink e que ficou em cartaz no Shopping Buriti até o último dia 04.

“O Guardiões das Águas” é um projeto que acontece ao longo do ano e tem como objetivo sensibilizar a comunidade para a importância do uso consciente da água, por isso, é fundamental o envolvimento das escolas e da Secretaria de Educação para que sejam feitas ações efetivas para que as crianças tenham olhar mais atento às questões ambientais”, explica Glaucia Faria, coordenadora de Sustentabilidade e Responsabilidade Social, do Instituto International Paper.

PARA AS ESCOLAS

As apresentações para as escolas acontecem de 18 a 23 de março no Parque de Exposições (Sindicato Rural) de Rio Verde – Rua 72, nº 345 – Bairro Popular. O evento é gratuito.

PARA FILHOS DE FUNCIONÁRIOS IP

O ‘Espaço Mundi’ terá uma sessão exclusiva para filhos de funcionários da International Paper, no dia 20 de março (domingo), às 10h.

ABERTA AO PÚBLICO

Além das apresentações para grupos escolares, no dia  20 de março (domingo), o ‘Espaço Mundi’ terá duas sessões abertas ao público. A primeira às 15h e a segunda às 19h. A entrada é franca.

Confira o edital para as inscrições no site www.institutoip.com.br.