Teenage students in a computer class, during lesson.

Educação e inovação, um desafio para se pensar em conjunto

Quando o assunto é educação, dúvidas surgem relacionadas ao progresso dos métodos usados nas escolas brasileiras. Nesse contexto, é uma ótima notícia descobrir coisas positivas que estão acontecendo em pequenas iniciativas, de profissionais que se comprometeram e conseguiram provocar não só os alunos, mas toda a comunidade dessas regiões.

 

Caio Dib é fundador do projeto Caindo no Brasil, que visa potencializar essas pequenas iniciativas e divulgá-las para multiplicar seus resultados. Em uma rápida palestra, Caio fala sobre os desafios de visitar 58 cidades diferentes para conhecer mais sobre o que está acontecendo nas nossas escolas. O resultado foi ainda mais animador do que o esperado!

 

Aproveitamos o Dia Internacional da Educação que é comemorado essa semana para tocar nesse assunto tão importante e tão promissor. O desafio é provocar nossa percepção sobre as reais chances de aprendizado dentro e fora das escolas. As alternativas para esse processo se mostram tão ou mais eficientes que os métodos tradicionais e ajudam a pais e professores a discutir novos horizontes na educação.

 

“Você pode ser um agente de transformação no seu bairro, na sua cidade, no seu país. Você pode aprender e ensinar em qualquer lugar. Todo mundo é educador, educação acontece num plural.”

 

Clique aqui e assista ao vídeo completo com as experiências dessa viagem curiosa pelo Brasil.

 

inspiracao_28042015_interna

Por que, como e o que ler: os livros mais importantes sobre sustentabilidade

Romance, ficção, poesia ou negócios. Não importa o gênero, o que importante é ler. Sobre os benefícios da leitura, pelo menos um deles já é conhecido: diminui o stress, exercita a memória, estimula a concentração, ajuda a escrever melhor, entre muitos outros. Já que nesse mês é comemorado o dia Internacional do Livro, nada melhor do que ir direto ao ponto. Dicas de leitura!

 

Quem ainda não tem esse hábito, é mais simples do que parece: o importante é começar por algo que seja interessante, assim a leitura se torna naturalmente envolvente. Além disso, um ótimo jeito de descobrir novos livros é ir exatamente aonde eles estão – sejam bibliotecas ou livrarias, não vão faltar assuntos diferentes para escolher a vontade, e o medo de não acertar de primeira fica para trás com uma consulta no conteúdo antes de levar o título para casa.

 

Para uma escolha certeira, a Universidade de Cambridge criou uma lista com os livros mais importantes sobre sustentabilidade, que a gente compartilha aqui:

 

  1. O Banqueiro dos Pobres, Muhammad Yunus (1999)
  2. Biomimetismo, Janine Benyus (2003)
  3. Blueprint para uma Economia Verde, David Pearce, Markandya Anil e Edward B. Barbier (1989)
  4. Business as Insólito, Anita Roddick (2005)
  5. Canibais com Garfo e Faca, John Elkington (1999)
  6. Capitalismo: Como se o Mundo Importa, Jonathon Porritt (2005)
  7. O Capitalismo na Encruzilhada, Stuart Hart (2005)
  8. Mudando o Rumo: uma Perspectiva Empresarial Global sobre Desenvolvimento e Meio Ambiente, Stephan Schmidheiny e o WBCSD (1992)
  9. O Ponto do Caos: o Mundo na Encruzilhada, por Ervin Laszlo (2006)
  10. A Corporação Civil: A Nova Economia da Cidadania Empresarial, Simon Zadek (2001)


A lista ainda continua, com outros 40 livros. É só clicar aqui e conferir os outros títulos que pertencem a essa lista.

Inspire-se e aproveite a leitura!

Miresonoexemplo 2

Projeto Formare: Mire-se no exemplo

Muito estudo e dedicação, muita proximidade e troca. Essa é a rotina dos alunos do Projeto Formare, que recebem formação profissional através de aulas técnicas e de desenvolvimento interpessoal. Além da sala de aula, esses alunos encontram seus “tutores” uma vez por mês para conversarem sobre desafios, experiências, e é claro, discutir sobre qual profissão seguir. O bate papo acontece durante um almoço e não são só os alunos que ganham, afinal, o momento é uma troca onde as duas partes podem compartilhar ideias e se inspirar mutuamente.

Os tutores são profissionais que fazem parte da liderança da International Paper e investem nessa iniciativa chamada “Mire-se no Exemplo”, que tem como objetivo promover a troca de conhecimento através de uma conversa leve e descontraída sobre carreira. O último encontro foi realizado no dia 09 de Abril com 20 líderes e teve até surpresa: 07 líderes foram homenageados com um jubileu pelos seus 5 anos de contribuição, dedicação e empenho, como tutores do projeto Formare

Para deixar o encontro ainda mais animado, além dos tutores e alunos, também estiveram presentes alguns convidados especiais. Andreza Camacho, Halison Duarte e Devanil Silva, ex-alunos do Formare que hoje trabalham na International Paper na unidade de Luiz Antônio, inspiraram a todos falando de suas experiências durante o Formare e sobre como os tutores contribuíram para as suas escolhas pessoais e profissionais.

Clique aqui e assista o vídeo:

DSC_0227

Guardiões em Ação: Missão Páscoa

O IIP criou o projeto Guardiões em Ação em 2013 para atender uma demanda específica de ações do escritório localizado na cidade de São Paulo. As “missões” especiais acontecem em datas comemorativas e em março, a movimentação foi para tornar a Páscoa das crianças de quatro entidades inesquecível – chocolates, brincadeiras e muita diversão.

Cada voluntário desse projeto foi convidado a entregar pessoalmente um ovo de páscoa para a criançada, num café da tarde embalado de sorrisos. No dia 6 de abril, mais de 80 “padrinhos e madrinhas” se reuniram e a comemoração foi completa. A Tálita Rocha, assistente executiva, participou dessa ação e deixou seu recado:

“Em todas as missões dos Guardiões temos maravilhosas experiências. Recebemos a oportunidade de reviver e reforçar os valores que aprendemos desde criança com nossos pais e também colocar em prática nossa primordial missão como seres humanos – amar uns aos outros. É incrível como recebemos amor, respeito e gratidão. Achamos que vamos presentear e na verdade sempre somos agraciados e presenteados com sorrisos espontâneos, olhares agradecidos e abraços recheados de amor. Agradeço ao Instituto IP, por proporcionar estes momentos ‘mágicos’ durante nosso dia a dia. Que possamos replicar estes sentimentos e multiplicar nossas ações. ”

Saiba mais sobre as instituições beneficiadas com essa ação:

Para saber mais sobre o Projeto Guardiões em Ação, clique aqui.

sustentabilidade_03042015_interna

Do lixo à matéria-prima

Até a própria natureza produz seu “lixo”. Folhas, frutos e outros resíduos, no entanto, são absorvidos novamente num sistema de reciclagem contínuo e sustentável. Como acontece no meio-ambiente, a nossa sociedade tem o desafio de realizar um processo de reciclagem tão eficiente quanto o que é realizado na natureza, isso é, que seja capaz de absorver e reutilizar a maior parte (se não toda) do lixo e envolvê-lo novamente na nossa cadeia de consumo.

 

Para que isso dê certo, vale prestar atenção em alguns detalhes sobre como o lixo é gerado: uma pesquisa realizada pela SOS Mata Atlântica no ano passado, revela que 60% do lixo que nós produzimos são resíduos orgânicos, uma oportunidade interessante para repensar a nossa relação com os alimentos. Só no estado de São Paulo, a quantidade de lixo produzida durante o período de 1 semana é o equivalente para encher um estádio de futebol com capacidade para 80 mil pessoas.

 

Já com relação aos resíduos produzidos, a separação do lixo doméstico e o descarte através de cooperativas de reciclagem ajudam muito. Na mesma pesquisa realizada pela SOS Mata Atlântica, existe um dado interessante: cerca de 600 mil pessoas geram renda através da venda de materiais recicláveis, número que pode ser maior através do apoio das prefeituras. Ou seja, além do benefício para o meio-ambiente, ainda podemos contar com uma contribuição para o crescimento econômico.

 

A nossa relação com a produção e o tratamento do lixo pode ser otimizada através dos “5 R’s”. São 5 ideias simples que podem ser aplicadas no dia a dia, em casa, nas escolas e nas empresas:

 

  • Repense hábitos e atitudes;
  • Reduza a geração e o descarte;
  • Reutilize para aumentar a vida útil do produto;
  • Recuse produtos que agridam a saúde e o meio ambiente;
  • Recicle a transforme o lixo num novo produto.

 

Divulgue esses hábitos e contribua para conscientizar mais pessoas. Cada um de nós é responsável por fazer sua própria parte! Para saber mais sobre o acesso, confira aqui a pesquisa completa da SOS Mata Atlântica no Guia do Educador Ambiental.

inspiracao_01042015_interna

O que faria sua vida melhor?

Talvez itens como moradia, educação, segurança e saúde estejam no topo de uma lista de prioridades. E também está no topo da lista de muitas outras pessoas ao redor do mundo. A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) construiu uma ferramenta interativa e inteligente para entender quais são os fatores mais importantes para uma vida com qualidade. Além de consultar os resultados identificados aqui no Brasil, também é possível comparar esses dados com outros países e participar diretamente para construção desse indicador de alcance mundial.

 

A meta é alcançar 100.000 participantes até o final deste ano. O “Índice para uma vida melhor” já foi lançado em 5 línguas diferentes e 34 países estão participando e interagindo com gráficos que são atualizados a todo instante através da participação de mais de 80.000 usuários diferentes que avaliaram os tópicos: renda, empregos,comunidade, educação, meio ambiente, engajamento cívico, saúde, satisfação pessoal, segurança e vida/trabalho.

 

No Brasil, os itens mais bem avaliados são “comunidade” e “satisfação pessoal”. A OCDE mostra um panorama da percepção dos brasileiros sobre as condições do país e aponta um dado interessante de que, 90% das pessoas que responderam a pesquisa acreditam conhecer alguém com quem poderiam contar em um momento de necessidade, índice que supera a média mundial de 89%.

 

Para entender melhor como essa ferramenta funciona, veja o vídeo tutorial aqui. Conheça os detalhes do “Índice para uma vida melhor” e contribua com a sua participação.

 

Formare

Alunos da Escola Formare, do Instituto International Paper, se formam em Luiz Antônio e Mogi Guaçu

Projeto tem como objetivo oferecer qualificação e especialização para jovens de baixa renda

 

Na última semana de Janeiro, foram realizadas as duas cerimônias de formatura dos alunos da Escola Formare, do Instituto International Paper. Os 20 alunos de cada unidade que finalizaram o curso receberam o certificado de iniciação profissional reconhecido pelo MEC (Ministério da Educação), com a formação de “Assistente de Produção da Indústria de Processos” e estão prontos para entrar no mercado de trabalho.

 

“A missão da International Paper é melhorar o mundo hoje e para as futuras gerações. Está entre nossos valores zelar pela diversidade e inclusão social, atuando com dignidade e respeito pelas pessoas. Projetos como o Formare nos ajudam a cumprir nossa missão”, comenta Glenn Landau, presidente da International Paper para América Latina.

 

Realizado pelo Instituto International Paper, em parceria com a Fundação Iochpe, a Escola Formare oferece qualificação e especialização para jovens de baixa renda dos municípios de Luiz Antônio, Guatapará, Mogi Guaçu, São Simão e Santa Rosa de Viterbo.

 

O projeto demonstra o compromisso da International Paper em promover iniciativas que mudam a realidade e contribuem para o desenvolvimento das comunidades onde atua. “É uma satisfação ver como esse projeto auxilia os jovens na busca do seu espaço no mercado de trabalho. Uma pesquisa que analisou o desenvolvimento profissional dos jovens egressos do Formare comprovou que cerca de 80% deles conquistaram o primeiro emprego ao término do curso”, destaca Lizzi Colla, gerente de Responsabilidade Social e Sustentabilidade da International Paper.

 

O curso tem duração de 10 meses e é ministrado voluntariamente por profissionais da IP em sala montada dentro da fábrica. Ele apresenta disciplinas como: medição e desenho mecânico, inglês, espanhol, meio ambiente e processo industrial de papel e celulose, comunicação entre outros, além de contribuir para a integração à sociedade como cidadãos e profissionais.

 

Sobre o IIP

Criado em dezembro de 2007, o Instituto International Paper (IIP) concentra todas as ações de responsabilidade social corporativa da companhia. O IIP tem como missão fomentar o desenvolvimento educacional e socioambiental com foco em crianças e adolescentes e seu objetivo é mobilizar e engajar a comunidade e seus parceiros, desenvolver programas de responsabilidade social.

 

Os projetos do Instituto envolvem diretamente, aproximadamente 26 mil pessoas por ano e alcançam, de forma indireta, 130 mil. Desde 2003, os investimentos socioambientais da International Paper somam mais de R$ 25 milhões, divididos em projetos nas comunidades locais, além do projeto Guardiões da Biosfera, de abrangência nacional, direcionado para as escolas do Brasil.

 

Para mais informações sobre o Instituto International Paper, entre em contato via email: instituto@ipaperbr.com ou acesse o site www.institutoip.com.br. Para saber mais sobre sustentabilidade e sobre a International Paper, acesse www.internationalpaper.com.br